Evento, Java x .NET

Comentários técnicos de comparações entre as plataformas Java e .NET – Introdução

Autor: Rogério Moraes de Carvalho
Data da publicação: 05/07/2009

Artigos da série Comentários técnicos de comparações entre as plataformas Java e .NET

Introdução

Comparações entre as plataformas Java e .NET costumam ser polêmicas e gerar intensos debates. Na maioria das vezes, estes debates deixam a parte técnica de lado e passam a conter disputas de ego. Neste cenário, a precisão técnica da informação passa a ser secundária, pois o mais importante é tentar convencer que uma das plataformas é superior à outra independente de contexto. Em geral, estes debates são carregados de ironias que não acrescentam nada, além de conter diversas informações erradas. É comum encontrar pessoas que se apresentam como especialistas em uma das plataformas e escrevem absurdos sobre a outra plataforma com objetivo de denegri-la. Curiosamente, estas pessoas cometem equívocos até mesmo sobre a plataforma que estão defendendo e na qual se julgam especialistas.

O que leva alguém a ler um texto de comparação entre as plataformas Java e .NET? Em alguns casos, a pessoa precisa de informações para decidir sobre qual das plataformas, Java ou .NET, adotar no desenvolvimento de um sistema num dado contexto. Em outros casos, a pessoa quer direcionar seus estudos na plataforma que ela apostar ser a mais promissora. Porém, estes são apenas dois entre vários outros motivos possíveis. Mas, independente da motivação, uma coisa é certa: as informações de comparação entre as plataforma Java e .NET somente têm algum valor se houver uma base técnica de sustentação consistente.

É possível encontrar muitos artigos que se propõem a comparar as plataformas Java e .NET na Internet. Porém, na grande maioria dos casos, as informações são tendenciosas, incompletas e escritas por pessoas despreparadas. Para não escrever um texto inútil, o autor de um artigo de comparação entre Java e .NET precisa ter conhecimento e experiência nas duas plataformas e tentar fazer uma análise o mais imparcial possível. É importante ressaltar que: NÃO EXISTE UMA RESPOSTA ABSOLUTA sobre qual é a melhor plataforma. Uma plataforma pode ser mais indicada que a outra num dado contexto e menos em outro.

Quando se deve e quando não se deve confiar em informações apresentadas num artigo ou num debate de comparação entre as plataformas Java e .NET? É preciso analisar a fundamentação técnica das informações apresentadas para justificar uma determinada conclusão. Conclusões baseadas em preferências pessoais, em empirismo ou em mitos sem fundamentação técnica devem ser descartadas.

O objetivo desta série de artigos não é comparar as plataformas Java e .NET, porque seria necessário escrever um enorme livro e, ainda assim, somente seria possível contextualizar alguns casos particulares. A idéia é fornecer conhecimento técnico para derrubar mitos e equívocos que sempre surgem nestes debates. Cada artigo da série será composto por afirmações reais que foram feitas sobre as plataformas Java e .NET, tenham estas sido feitas em artigos, em comentários de artigos ou em debates de grupos de discussão, seguidas pelos meus comentários técnicos relacionados. Os autores das afirmações não serão identificados, uma vez que o propósito da série é esclarecer e não difamar.

É importante ressaltar que todas as informações técnicas apresentadas nos comentários desta série de artigos terão embasamento teórico. Em geral, os comentários técnicos de uma determinada tecnologia apresentarão links para fontes de informação confiáveis. Muitas vezes, as informações mais confiáveis são aquelas fornecidas pelas organizações responsáveis pelo desenvolvimento da tecnologia que está sendo comentada. A idéia é auxiliar o leitor a estudar os recursos de cada plataforma e tirar suas próprias conclusões.

Para uma localização temporal das informações apresentadas nos comentários técnicos, todos os artigos serão precedidos pela data em que foram escritos. Constantemente as versões das tecnologias das plataformas Java e .NET serão informadas de forma explícita nos comentários. O objetivo é permitir a identificação das versões das tecnologias que estão sendo comentadas, uma vez que ambas as plataformas estão em constante evolução. Além disto, ainda será informado de maneira explícita se uma determinada tecnologia, especificação ou ferramenta já está disponível em versão final ou se ainda está em fase de desenvolvimento. Por exemplo, na plataforma .NET é comum a Microsoft disponibilizar versões prévias denominadas CTP (Community Tecnology Preview), Beta ou RC (Release Candidate) e a versão final denominada Final Release. E na plataforma Java, dentro do JCP (Java Community Process), as JSRs (Java Specification Requests) podem passar por diversos estágios, como: JSR Review Ballot, Early Drafty Review, Public Review, Public Review Ballot, Proposed Final Draft, Final Approval Ballot e Final Release.

Rogério Moraes de Carvalho
Twitter: @rogeriomc

2 comentários sobre “Comentários técnicos de comparações entre as plataformas Java e .NET – Introdução

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s